Madeira x Concreto

A Revista Referência Industrial de Maio de 2017, publicou uma matéria para entender que os benefícios do uso da madeira na construção civil são maiores que os do concreto e do aço.

A madeira sempre foi o material mais utilizado para a construção de habitações desde a antiguidade, devido principalmente à sua acessibilidade e fácil trabalhabilidade. Do ponto de vista construtivo, é um excelente isolante térmico e acústico, sem empecilho de ser utilizada em edifícios comerciais, também. É um material que resiste a grandes cargas quando comparado à sua massa, diminuindo custos com fundações. Há também a vantagem estética: uma construção em madeira chama muito mais atenção que uma em concreto e aço.

 

TENDÊNCIAS DA MADEIRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Fabricado a partir de madeira e adesivos de colagem, o MLC é um painel estrutural construído de forma a ser tão resistente quanto o concreto. As camadas de madeira utilizadas são posicionadas perpendicularmente uma em relação à outra, resultando em excelentes características de resistência e rigidez. É um material que pode ser utilizado como paredes e placas de entrepisos, substituindo assim vigas e pilares.

Nos dias atuais, o país que mais se destaca na produção do material é a Áustria, localizada na Europa Central. Nos últimos 10 anos, as construções em madeira passaram de 25% para 39%, composto em grande parte por edifícios habitacionais.

O MLC já uma realidade no Brasil, com o trabalho desenvolvido pela Abimci (Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente) para padronizar normas de uso da Abnt ( Associação Brasileira de Normas Técnicas), o Wood Frame oferece agilidade e economia, com a credibilidade de ser um sistema bem sucedido nos EUA (Estados Unidos da América), Europa, Austrália e Nova Zelândia. Hoje cerca de 90% das edificações existentes nestes países foram projetadas e construídas com essa solução.

O principal insumo utilizado no Wood Frame é a madeira de florestas renováveis e de rápido crescimento. Dentre as vantagens, destaca-se a baixa condução térmica, além da eficiência energética dessas construções ser superior a dos modelos pré-existentes no mercado, gerando menor gasto com aquecimento e resfriamento do ambiente.

Sendo um sistema planejado para facilitar o trabalho da mão de obra, o Wood Frame reduz o tempo de serviço e melhora a produtividade da construção civil. Atualmente, a Abnt começou a definição dos primeiros conteúdos desenvolvidos para a norma do Wood Frame, em parceria com a Abimci. Os participantes aprovaram o escopo da norma que pretende contemplar edificações de até dois pavimentos. ''Na avaliação dos envolvidos, a norma técnica do sistema construtivo está diretamente relacionada com a qualidade de processos, representando benefícios para fabricantes, construtores e os clientes. Além de estabelecer parâmetros técnicos, a norma permitirá avanços em questões relacionadas à viabilidade da utilização do sistema construtivo, como os financiamentos imobiliários'', exemplifica Paulo Pulo, superintendente da Abimci e secretário da comissão.

Fonte: Pau x Pedra. Revista Referência Industrial. Ano XIX. Ed 185, Mai.2017. 56 p.

 

 

;